Frete Grátis. Todo o Brasil. Veja regras.

Morei 5 anos em Houston a trabalho e devido ao volume de trabalho e lifestyle americano que eu levava cheguei aos 122kg. Totalmente adaptado e curtindo o estilo de vida americano que incluía fazer parte de um clube de Harley Davidson. Certo momento recebi a notícia que seria transferido de volta para o Rio de Janeiro. Ao chegar de volta ao Rio em 2017 odiei a nova vida e a nova rotina pois nada fazia mais sentido pra mim, afinal eu era "americano" e o que estaria fazendo no Brasil? No Rio de Janeiro? Aquilo nao era pra mim. Pensei que perder peso e usufruir do que o Rio tinha de melhor, suas paisagens, o mar, seria o melhor caminho para me transformar num carioca novamente e facilitar a readaptação. Resolvi procurar uma dessas tendinhas que eu tanto via em frente a praia. Entre todas, decide escolher uma que sempre via uma galera conversando, animada e que tinha um foco grande na natação e melhor ainda na natação no mar (esporte que eu tinha mais molejo). Mal sabia eu que tudo iria mudar, comecei a adorar acordar de madrugada (3:00 da manhã), passei a entender de watts, fpt, periodizacao e groupsets da vida, e pasmem, até correr o gordinho gostava. Agora tudo mudou, agora isso é pra mim. Desde então 40kg viraram história sem cirurgia e sem remédios e de 2018 pra cá participei de provas nacionais, internacionais, de sprint até o Full. Mas esse ano foi ainda mais especial pois veio a tão sonhada e desejada vaga no mundial, é isso mesmo a sexta colocação no 70.3 de Monterrey no México levou o ex-gordinho a chegar no Mundial de 70.3 de St. George. Mais Brasileiro e Carioca do que nunca.